Acad. Carlos Augusto Bittencourt Silva




Titular em 28/07/2021

Especialidade:

Cadeira: 0

Patrono:


Mini currículo:

Nasceu em Niterói no dia 29 de abril de 1926. Faleceu em 15 de agosto de 2015. Fez todo o seu curso preparatório (primário e ginasial) no Ginásio, depois, Colégio Bittencourt Silva, fundado por seus pais Francisco Mariano Bittencourt Silva e Regina de Aguiar Bittencourt Silva. Ingressou na Faculdade Fluminense de Medicina como primeiro colocado no vestibular de 1944. Ao colar grau, foi escolhido como orador da turma e recebeu na cerimônia o Prêmio Antonio Pedro pelo primeiro lugar em todo o curso. No seu primeiro ano de vida profissional trabalho no espírito Santo como médico do serviço Especial de Saúde Pública e em outros cargos. Em 1951, contratado pelo Hospital Municipal Antonio Pedro, em Niterói, chefiou o Ambulatório de Clinica Cirúrgica e por duas vezes foi diretor do Pronto Socorro. De 1972 a 1975, foi chefe do Serviço de Ortopedia e, após, primeiro Diretor do Hospital.   

Em 1953, entrou para a Faculdade Fluminense de Medicina como Professor Assistente e depois como Professor Adjunto. Foi responsável pelo Curso de Ortopedia em 1962. Diretor Técnico do Centro Ortopédico São Lucas, desde 1968, tornou-se fundador e primeiro Presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT - Regional do Rio de Janeiro. Na vida artística, foi um dos idealizadores do espetáculo Doutores na Ribalta, de caráter filantrópico, que reunia a elite médica artística de Niterói. Tem atuado como apresentador em programas de televisão. Eleito vereador por Niterói e líder do seu partido, participou da fundação e organização da ANDEF (Associação Niteroiense de Deficientes Físicos). Na gestão do Prefeito Waldenir de Bragança foi conduzido à presidente do IBASM (Instituto de Beneficio e Assistência do Servidor Municipal). Ocupou ainda os cargos de Chefe de Limpeza Publica e Presidente da ENITUR - Empresa Niteroiense de Turismo - quando realizou o primeiro réveillon popular de Niterói, nas areias da praia de Icaraí. No campo dos esportes, foi precursor da prática de halterofilismo e das corridas de rua, antes mesmo dos trabalhos de Kennedy Cooper. Promoveu circuitos com a participação de atletas de todo o Brasil. Como jornalista escreveu para vários jornais e criou o Jornal Médico, vinculado à Associação Médica Fluminense. 

De 1990 a 1994, criou em São Pedro da Aldeia um projeto de ginástica para a recuperação de pacientes de Ortopedia e outros interessados, com grande sucesso. Em 1995, iniciou em Niterói, o Projeto Gugu, voltado para a prática de ginástica para idosos. Hoje, 2003, o Projeto Gugu tem vinte este núcleos espalhados por vários bairros de Niterói, com cerca de mil e quinhentas pessoas fazendo exercícios físicos diariamente. Maior serviço no gênero feito em um município até hoje, o Projeto Gugu lhe rendeu muitas homenagens, tais como, título de Cidadão Benemérito do Estado do Rio de Janeiro pela ALERJ, Moção de Congratulações da Câmara de Vereadores de Niterói, e o título de "O Semeador" dado pelo Lions Clube Niterói - São Francisco.


Currículo Lattes